Moção contra a criminalização do movimento estudantil e em defesa do diálogo no campus de Assis

O Fórum das Seis – que congrega as entidades sindicais e estudantis da Unesp, Unicamp, USP e Centro Paula Souza (Ceeteps) –, reunido nesta data, manifesta apoio aos sete alunos do campus da Unesp de Assis que estão sendo vítimas de medidas que visam a criminalização daqueles que lutam em defesa da universidade pública.

Mobilizados durante o movimento unificado dos três segmentos na data-base deste ano, que culminou com a greve de servidores docentes,técnico-administrativose estudantes nas três universidades estaduais paulistas, os discentes do campus de Assis foram à luta em defesa da permanência estudantil, pela reposição dos quadros docentes e técnico-administrativos, pelo aumento do financiamento de nossa instituição, pelo fim da “PEC do fim do Unesp” (Minuta de Sustentabilidade) e por uma discussão ampla e democrática para solucionar os problemas financeiros pelos quais passamos. Em suma, foram à luta contra o sucateamento e destruição da nossa Universidade. 

Embora conclamados sistematicamente ao diálogo, os dirigentes do campus optaram por medidas de força, culminando na concessão pela justiça de liminar de reintegração de posse, que recaiu aleatoriamente sobre os sete estudantes, escolhidos por critérios desconhecidos. Sobre eles, pesa ameaça de multa diária de R$ 10 mil em caso de “esbulho” e fica colocada a possibilidade de uso de força policial em caso de eventual novo piquete.

O Fórum das Seis conclama a direção do campus da Unesp em Assis a rever tal postura e a iniciar efetivo diálogo com o movimento estudantil, recusando-se a perseguir e a punir aqueles que lutam em defesa da universidade pública, seus trabalhadores e estudantes.

São Paulo, 25 de julho de 2018.
Fórum das Seis Entidades

Clique aqui para conferir outras notícias no Boletim do Fórum, de 26/7/2018